____________________________________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________________________________

Arquivo do Blog:

26 março, 2010

Voz Pejoteira - José de Oliveira L. Junior


"Pastoral Rival: Você faz parte de qual?"

Que a paz de Nosso Senhor Jesus Cristo te preencha de todas as graças.
.
Quando falamos em "PASTORAL", logo lembramos do tempo em que Jesus peregrinava por aí com 12 amigos recém conhecidos, ou até mesmo quando Davi cuidava das ovelhas antes de ser escolhido por Deus para sua obra gloriosa. Trazendo essa palavra para os tempos de hoje, logo lembramos de nossos trabalhos pastorais, de nossas funções em uma empresa ou grupo de escola, faculdade, cursinho, nossas tarefas como filhos, dona de casa, marido, namorada e muito mais. A função divina de pastorear um rebanho de "seja-lá-o-que-for" deve ser levada a sério, mesmo quando, dentro da igreja, as pessoas se comportem não como um rebanho, de pelos macios e branquinhos subindo as montanhas saltitando, mas se mantém em posição de batalha como uma matilha de lobos ferozes e famintos a procura de falhas pra comentar, criticar e espalhar a discórdia. Isso acontece na sua Paróquia? Isso acontece na sua vida? Ou ainda: Isso acontece nos seus trabalhos pastorais?
.
Deus capacita os escolhidos. Deus não escolhe os que já estão capacitados. Deus te ajuda se você fizer sua parte, mas não espere a maçã cair da árvore na sua mão, pois se cair, já estará perfurada pelos pássaros e outros bichos. Sem preguiça, levante e ande até a macieira! O fruto gerado por Deus te dará o devido sustento, desde que você se LEVANTE!

Participo da Paróquia Nossa Senhora da Escada, na cidade de Barueri (SP), e estamos vivendo um momento muito lindo entre as pastorais. Fazemos o possível para trabalhar para da construção do Reino de Deus de uma forma mais unida, utilizando a consciência paroquial da Pastoral de Conjunto, onde todas as pastorais se completam, cada uma com seu carisma e ações independentes. Em junção com a RCC (Renovação Carismática Católica), posso dar testemundo de que a PJ vivenciou uma das obras mais legais e abençoadas que eu já vi desde que me tornei membro da PJ (pejoteiro para os íntimos): Fizemos um retiro JUNTOS! Acha pouco? Então o que me diz de 120 jovens de 6 comunidades que formam a paróquia? Pois bem! As bençãos choveram aos montes e agradeço a Deus pela união entre duas pastorais que em muitas paróquias são conhecidas como Pastorais Rivais!

Não sou porta-vóz da Paróquia Nossa Senhora da Escada. Sou apenas um Representante da Juventude Católica da Pastoral da Juventude de uma das comunidades desta paróquia! Sinto-na obrigação de compartilhar este momento divino de união e trabalho na construção de um mundo melhor. A construção de uma sociedade mais justa e fraterna só pode partir de uma pessoa: VOCÊ! Com a ajuda de Cristo, nosso irmão e salvador de todos nós, conseguimos novo fôlego para continuar nossos trabalhos pastorais, nossos estudos, nossos projetos pessoais e profissionais.

Só há um lugar onde a rivalidade deve existir para a sobrevivência, e esse lugar se chama SELVA. Na vida, nossa sobrevivência só é possível com trabalho honesto e fé no Deus todo poderoso. Na falta de uma destas, tudo fica penoso e complicado, pra não dizer IMPOSÍVEL. Dentro de uma comunidade, paróquia, sociedade e outro local de grande concentração de pessoas, uma coisa deve prevalecer: o Respeito. Não falo isso de um "blabalbla" qualquer, mas falo de 2 grandes mandamento que o Todo Poderoso nos deu por primeiro: "Amar a Deus acima de todas as coisas" e "Amar ao próximo como a si mesmo". Se você ama a Deus, ama também suas criações, inclusive seu irmão que você nem conhece, que passa a catraca do trem, fica na fila do banco e também pode participar da pastoral que você participa.

Vamos nos amar mais e deixar a rivalidade de lado. Eu não moro numa selva, nem convivo com primatas.

Termino por aqui com o lema da Missão Jovem 2010, que será realizada em Julho:

"Um simples abraço pode transformar corações"

Transformemos os corações pelo mundo todo, espalhando o evangelho e os dons que nós temos pela Graça de Deus.

Fiquem na Paz!


José de Oliveira Lima Junior
Com. N. Sra. Aparecida - Par. N. Sra. da Escada - Região Pastoral Barueri (Barueri/SP) - Diocese de Osasco/SP
Membro da PJ desde 2005 e Coordenador do Grupo de Base "Abraço"
Coordenador da Equipe Missão Jovem da Diocese de Osasco (juntamente com outros coordenadores)
.
(clique na imagem para ver o perfil)
.
E-mail: ze.eumesmo@gmail.com
Site:
www.zeeumesmo.com - Minha visão sobre muita coisa...
MSN:
ze.eumesmo@hotmail.com
Skype: Ze.EuMesmo
Twitter: @ZeEuMesmo
Orkut:
www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=1794487638594826617

6 comentários:

  1. E aê, Henrique!? Blz???

    Peço que o seu amigo me desculpe, mas...

    A solução para as rixas entre PJ e RCC não passa, nem de longe, por um "milk shake" de mística e ideias. Respeitar, de verdade, é deixar o outro ser ele mesmo!

    Não vejo nenhuma bênção em uma grande quantidade de jovens fazendo um retiro em comum. Bênção seria, depois do retiro, se essas/es jovens transformassem a realidade local, cada grupo a seu modo. Se isso aconteceu, o texto do seu amigo não contou.

    Precisamos de unidade, não uniformidade! Cadê o respeito à diversidade? Seria bom teu amigo assistir o filme "A Onda", para ver onde leva o "todo-mundo-fazendo-a-mesma-coisa". E o engraçado é que esse mesmo tipo de mentalidade condena o comunismo. Só que, na hora de pensar uma sociedade alternativa, traz as mesmas propostas.

    Se diversidade for selvageria, ouso diz que Deus, então, prefere a selva. Ser rebanho, na época e contexto dos textos bíblicos, certamente não é a mesma coisa que hoje em dia. Vendo o que se faz com o rebanho, em nossos dias, prefiro sim ser lobo.

    Paz e Bem!!!

    ResponderExcluir
  2. Isso não é um direito de resposta, mas lá vai:

    Respeito sua opinião Possato Jr, mas é vendo pensamentos negativistas como esse que me entristesso quando penso na rivalidade entre pastorais. Sim! Respeito a diversidade de dons e carismas entre pastorais e também entre religiões. Respeitar não é concordar, mas não interferir e/ou agredir.

    Sobre o retiro "sem bençãos" como comentou, só quem esteve lá coordenando e participando que poderá dizer se ele realmente não teve efeito positivo nos jovens ou não. Benção é ver a participação mais ativa nos 6 grupos de base da paróquia. Benção é ver alguns dos jovem parar de fumar, parar de beber e dizer que quer fazer catequese e crisma, lotando as salas em todas as comunidades com menos de 1 mes depois do retiro. Mas isso eu não preciso mostrar pra ninguém. Deus já está vendo desde os preparativos para o retiro atá agora com os ensaios da Via Sacra da Paixão de Cristo sendo atuado por alguns dos jovens que foram ao retiro e agora vão às missas com seus novos amigos da igreja que irão levar pra vida toda!

    Precisamos de compaixão, não de críticas que opiniões desencontradas sobre fatos desconhecidos de uma realidade distante. Vou assitir este filme ("A onda"), que aliás está na minha lista faz um tempo. Te recomendo, companheiro Possato, que assista também "Desafiando Gigantes", pra ver a força de um time desunido entre sí, aceitar o Deus Salvador, superar os desafios e jogar glorificando à Ele com seus talentos, com ou sem vitórias.

    Uma mudança de sociedade não acontece em 1 mês após o retiro, meu amigo. Tudo é um processo e todas as coisas são mistério. Transformamos corações nesse retiro, estes filhos transformados farão uma sociedade mais justa e igualitária, mais humana e social, sustentável e fraterna. Ou será que você já mudou uma "realidade local" em 4 semanas?

    É vendo o que os lobos fazem por aí, que prefiro ser parte do rebanho e seguir ao pastor maior: Jesus Cristo. Não escrevi isso com selvageria, mas respeitando as "raças" da natureza, se é que me faço entender, Lobo...

    Abraços a todos.

    E que Deus nos proteja das garras sujas de quem se veste de cordeiro por aí.

    ResponderExcluir
  3. Zé, Parabéns pelo seu comentário !!! Eu posso dizer que fiquei muito feliz de participar do Retiro e perceber que os jovens estão participando fielmente em nossas comunidades. Exemplo disto, foi vê os jovens reunidos na Missa de Ramos na Com. Santo Antonio para o fechamento do mês da Juventude. Foi um grande benção está presente daquele momento.

    Que Jesus abençoe todos nós e que continuemos firme na caminhada cristã.

    Feliz Páscoa!!!

    ResponderExcluir
  4. Eu tambem me sinto orgulhoso do Zé, meu futuro padrinho de crisma.
    Te amo D+!!!

    A Paz de Cristo para todos e que Deus nus abençoe sempre e quando prescisarmos !

    Ass: Dúh Azevedo
    comunidade: São José Operario
    paróquia: Nossa Senhora da Escada
    diocese de Osasco/SP
    Grupo de jovens: JUPS

    Jovens Ungidos Para Servir

    ResponderExcluir
  5. Paz e Mansidão a todos!
    Participo da mesma paróquia que o Zé, o Du e o "Anônimo" e , como assessora da PJ , gostaria de lembrar que o próprio Cristo nos pede para O imitarmos na mansidão e humildade. Podemos criticar, discordar, mas sem agressões que colocam no chão todo um serviço a Deus e aos irmãos. Quem somos nós para alcançarmos sensivelmente , vendo, tocando, ouvindo , experimentando as bênçãos de Deus? Como disse o Zé, só quem experimentou sabe o que é, o que foi e - meses depois - o que continua sendo essa chuva de bênçãos. Vamos cuidar de como manifestamos nossas opiniões: mansidão e humildade são sp boas dicas. E olhe que eu sei como é difícil, eu mesma fiz o Zé passar por momentos muito ruins exatamente por faltar com essas virtudes, Mas Deus tira o bem das piores coisas. No final desse ano deixo a assessoria da PJ pq meu período terminou. Mas já avisei que não desgrudo da pastoral e dos amigos que ganhei nela, Aprendi muito com eles. E que Deus seja sp louvado, amém!

    ResponderExcluir

Receba as postagens por e-mail:

Busca no blog: